Senhores Passageiros

sobre aeroportos, aviões e afins

 -

Ricardo Gallo é repórter da Folha

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Decolagem autorizada

Por Ricardo Gallo
Não faz muito tempo, viajar de avião era sinônimo de status: as passagens aéreas eram proibitivas e os aeroportos eram o lugar onde se ia com a melhor roupa. As refeições eram servidas com talheres de prata e as companhias serviam pratos exclusivos mesmo na classe econômica.
 
De 2000 para cá, o cenário mudou: as passagens ficaram mais baratas, os voos lotaram e quase todo brasileiro virou passageiro de avião. 
 
Em contrapartida, o serviço de bordo e o conforto sumiram; e o boom de passageiros expôs a infraestrutura deficiente dos nossos aeroportos e o atendimento nem sempre adequado das companhias aéreas.
 
Hoje, as passagens não estão tão mais baratas –as empresas aéreas estão repassando ao consumidor a alta de custos provocada pela valorização do petróleo e do dólar. Por outro lado, a privatização começa a surtir efeito, com novos investimentos fluindo para os aeroportos. 
 
O blog nasce para acompanhar essa dinâmica, tanto do ponto de vista econômico e de negócios quanto sob a ótica dos passageiros. Aqui você encontrará de entrevistas com especialistas do setor a curiosidades, de análises a textos que decifram o que se passa dentro de uma cabine de avião. E, para os aficionados, um pouco da memória da aviação brasileira.
 
Bem-vindo a bordo!
 
Ricardo e Mariana

Blogs da Folha