Senhores Passageiros

sobre aeroportos, aviões e afins

 -

Ricardo Gallo é repórter da Folha

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Super jumbo 747-8 da Lufthansa estreia no Brasil em março

Por mariana barbosa

O super jumbo Boeing 747-8 da Lufthansa já tem previsão para entrar em operação na rota Frankfurt-Guarulhos: meados de março. A informação foi confirmada pela companhia aérea, que desde o ano passado tentava incluir o avião no voo para o Brasil, mas o equipamento não estava homologado para operar no aeroporto.

A homologação ocorreu finalmente em novembro e a companhia estava aguardando uma nova entrega por parte da Boeing para poder incluir o jato na rota para o Brasil.

O super jumbo que virá para o Brasil será o 11º a integrar a frota da companhia alemã. Ele será usado na Copa e poderá inclusive transportar a seleção da Alemanha.

Na África do Sul, a seleção desembarcou para o Mundial em um A380 da Lufthansa. O super jumbo da Airbus ainda não está homologado para operar em Guarulhos, mas a expectativa é que a autorização saia antes da Copa. Questionada sobre a possibilidade de transportar a seleção no A380, a Lufthansa disse que o planejamento do transporte da seleção alemã ainda não está definido.

A Lufthansa está entre as onze companhias que utilizarão o novo terminal de Guarulhos durante a Copa. Outras quatorze, incluindo TAM, American Airlines e British Airways, só se mudam para o novo terminal depois de agosto, como revelou reportagem publicada no último sábado na Folha (leia aqui: Novo terminal de Cumbica estreará ocioso).

A empresa alemã estreia no novo Terminal 3 de Guarulhos no dia da inauguração, prevista para 11 de maio, junto com Swiss e TAP.

Uma semana depois, em 18 de maio, será a vez de Air Canada e Air China se mudarem.

No dia 25 de maio está prevista a transferência de Air Maroc, Turkish, Emirates, United e Air Europa e, no dia 28, da Air France.

Tanto Emirates quanto Air France já manifestaram a intenção de voar na Copa com o A380, desde que a homologação da Anac, autorizando a operação do avião em Guarulhos, saia pelo menos três meses antes da abertura dos jogos.

 

 

Blogs da Folha