Senhores Passageiros

sobre aeroportos, aviões e afins

 -

Ricardo Gallo é repórter da Folha

Perfil completo

Publicidade

Mercado doméstico cresce 7,6% em janeiro; internacional cai 2,9%

Por mariana barbosa

O ano começou aquecido para a aviação doméstica. Segundo dados da Abear, associação que representa as empresas aéreas, o movimento cresceu 7,6% em janeiro, considerando passageiros transportados por quilômetro (RPK).

Foram embarcados 7 milhões de passageiros — 100 mil a mais do que em dezembro.

A oferta avançou com menos intensidade, 6%, fazendo com que os aviões ficassem mais cheios. A taxa de ocupação média da indústria foi de 80,6%, 1,2 ponto percentual a mais do que no mesmo mês do ano passado.

O resultado foi impulsionado pela antecipação de eventos corporativos, que tradicionalmente costumam acontecer a partir de fevereiro, após as férias de verão. No entanto, para fugir dos preços altos de hoteis, transporte e serviços durante a Copa, as empresas acabaram antecipando eventos, congressos e convenções.

“Dentro da sazonalidade do mercado doméstico no Brasil, janeiro é tradicionalmente um mês forte. Mas, em um cenário econômico adverso que já dura quase três anos, o desempenho obtido pelas empresas nesse início de 2014 é notável”, diz Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

Em contrapartida, as viagens internacionais foram afetadas pela alta do dólar e pelo aumento das taxas sobre transações financeiras internacionais, que aumentaram o custo totais das viagens ao exterior. O número de passageiros embarcados caiu 6,82% na comparação com janeiro de 2013. Em passageiros transportados por quilômetro (RPK), a queda foi de 2,91%.

PARTICIPAÇÃO DE MERCADO

A TAM registrou em janeiro 38,37% de participação no mercado doméstico, seguida pela Gol, com 37,49%. A Azul transportou 16,81% dos passageiros, e a Avianca, 7,34%.

Depois de um 2013 fraco, em que a demanda cresceu apenas 1,6%, o setor espera para este ano um aumento de 8,8% na demanda doméstica.

 

Blogs da Folha